AmphibiaWeb - Trachycephalus resinifictrix
AMPHIBIAWEB

 

(Translations may not be accurate.)

Trachycephalus resinifictrix (Goeldi, 1907)
Boatman Frog, Wife Toad, Amazon Milk Frog
family: Hylidae
subfamily: Hylinae
genus: Trachycephalus

© 2009 Frank Teigler (1 of 32)

 view video (1761.3K MPG file)
  hear Fonozoo call

[video details here]

Conservation Status (definitions)
IUCN Red List Status Account Least Concern (LC)
CITES No CITES Listing
National Status None
Regional Status None
Access Conservation Needs Assessment Report .

   

 

View distribution map in BerkeleyMapper.
View Bd and Bsal data (3 records).

Source credit:
Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke, Amazonia Central by Lima et al. 2005


INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia)
PPBio (Programa de Pesquisa em Biodiversidade)
PELD (Pesquisas Ecológicas de Longa Duração)

Authors: Albertina P. Lima, William E. Magnusson, Marcelo Menin, Luciana K. Erdtmann, Domingos J. Rodrigues, Claudia Keller, Walter Hödl

Distribuição na RFAD: Ocorre em toda a reserva, mas é difícil de encontrar.

Distribuição geral: Amazônia do Brasil, Bolívia, Peru, Equador e Colômbia; Venezuela, Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

Descrição: Machos 77 mm, fêmeas 88 mm. O dorso é marrom-escuro com grandes manchas esverdeadas a marrom-claras. As pernas, braços e dedos possuem barras marrom-escuras com borda creme. O focinho é arredondado. Na região entre os olhos há uma grande mancha verde em forma de triângulo que aponta em direção ao focinho. A pele dorsal é coberta por tubérculos grandes. A íris é dourada com uma mancha preta em forma de cruz de malta cortando a íris ao meio. Possui saco vocal duplo e lateral.

Espécie semelhante: A íris dourada com uma mancha preta em forma de cruz de malta cortando-a ao meio a distingue das outras espécies de Hyla da RFAD.

História natural: Arborícolas e noturnos. Os machos vocalizam exclusivamente em cavidades de árvores cheias de água com a parte posterior do corpo submersa, entre 2 e 32 metros de altura. A reprodução ocorre principalmente na estação chuvosa entre novembro e maio. A desova é depositada na água e consiste em uma massa gelatinosa contendo cerca de 2400 ovos, que podem flutuar perto da superfície da água ou ficar aderidos na parede interior da cavidade. Os girinos desenvolvem-se na cavidade até completar a metamorfose. Os girinos são marrom-escuros com o ventre claro. Alimentam-se de detritos vegetais e ovos fertilizados de sua própria espécie.




Feedback or comments about this page.

 

Citation: AmphibiaWeb. 2024. <https://amphibiaweb.org> University of California, Berkeley, CA, USA. Accessed 20 May 2024.

AmphibiaWeb's policy on data use.